FacebookTwitterLinkedInEmailPrint
Jogo de cabos de ignição

Cabos de ignição: quais suas principais falhas e como resolvê-las?

Você tentou ligar o seu veículo e teve dificuldade na hora de dar a partida? Notou que o consumo de combustível está maior que o comum? Ou então percebeu perda de potência do motor? Fique atento, estes sinais podem indicar que um dos sistemas fundamentais do seu carro está com problema!

O sistema de ignição é, sem dúvidas, um dos sistemas mais importantes do veículo. Afinal, é ele o responsável pela partida e funcionamento do motor. 

Um dos componentes chave deste sistema é o cabo de velas, também conhecido como cabo de ignição, que por sua vez é responsável por distribuir a energia que a bobina fornece, levando-a até as velas de ignição. Sendo assim, os cabos são essenciais para o bom desempenho do motor, já que são peças-chave no processo de combustão.

Quais são os sinais que podem indicar problemas no cabo de ignição?

Os cabos de ignição apresentam uma alta durabilidade mas, o que muita gente não sabe, é que eles precisam de atenção e manutenções regulares para que não haja surpresas.

Uma das dicas é sempre verificar o estado dos cabos quando a manutenção das velas de ignição for realizada. Afinal, o trabalho de um depende do outro.

Mas, caso a peça esteja com problemas, existem indícios que podem facilitar a identificação e, assim, evitar que o mau funcionamento se agrave. 

  • Dificuldade em dar partida no veículo
  • Perda de potência e força no motor
  • Motor falhando em marcha lenta
  • Estouros no escapamento (pipocando)
  • Aumento do consumo de combustível
  • Solavancos no motor (principalmente ao acelerar durante ultrapassagens e subidas)

Além disso, fique sempre de olho na quilometragem do cabo de ignição. Quando atingir o km indicado pelo fabricante, agende uma revisão e troca com seu mecânico de confiança.

Mas é possível perceber visualmente o desgaste dos cabos?

Sim! Os cabos de ignição podem apresentar alguns sinais físicos que mostrem a necessidade de manutenção ou até mesmo a troca. Olha só:

  • Rachaduras
  • Ressecamento
  • Desgaste
  • Mal encaixe

Nestes casos, é muito provável que haja fuga de corrente elétrica e, portanto, falhas na ignição.

  • Oxidação dos terminais

A oxidação pode ser causada por interferência de materiais químicos ou até mesmo umidade. Isso certamente resultará em mau contato nas conexões da peça. Desta forma, haverá falhas no desempenho do motor.

E se o cabo de ignição estiver (aparentemente) em perfeito estado?

Multímetro marcando zero

Bom, neste caso a condição do cabo de ignição pode ser avaliada por meio de testes. O multímetro, por exemplo, é uma ferramenta utilizada para verificar a resistência da peça. 

Com ele, é possível analisar se a carga elétrica que está passando pelo cabo de ignição está abaixo ou acima do normal.

A manutenção deve ser feita com cuidado!

Dois cabos de ignição com ícones de certo e errado

Há alguns pontos de atenção na hora de realizar a manutenção e troca dos cabos de vela. 

  • Manuseio: certifique-se de que o veículo está desligado e com o sistema frio. Sempre pegue a peça pelo terminal blindado e nunca pelo corpo do cabo. O manuseio incorreto pode danificar o cabo de ignição e comprometer seu bom funcionamento.
  • Ferramentas: tenha sempre ferramentas adequadas para efetuar a manutenção e troca da peça! Uma má instalação/inspeção pode danificar o cabo de velas e resultar em queda de rendimento e falhas no motor.
  • Fio solto: o cabo de ignição deve ser instalado com muita atenção. Caso algum fio fique solto ou mal posicionado, pode haver interferência com outras peças do veículo. Além disso, a alta temperatura e o atrito podem reduzir muito a durabilidade da peça, quando exposta de maneira incorreta.

Como trocar o cabo de ignição?

Realizar a troca do cabo de ignição é um procedimento relativamente simples. Veja o passo a passo conforme abaixo.

Passo a passo:

  1. Abra o capô do veículo e localize o cabo de ignição. Caso haja tampa protetora do motor, retire-a.
  2. Primeiramente, desconecte os terminais do cabo das velas de ignição. Em seguida, da bobina. 
  3. Troque o cabo de ignição antigo pelo novo. Certifique-se de que a aplicação do novo produto corresponde às especificações de seu veículo.
  4. Conecte os terminais na bobina e, em seguida, nas velas de ignição. Verifique se os terminais do cabo de ignição foram conectados corretamente às velas – o encaixe dos dois produtos pode ser reconhecido pelo “click” que é emitido.
  5. Veja se todas as peças estão bem fixadas e ligue o veículo.

É importante ressaltar que, para uma manutenção mais assertiva, é recomendada a troca do cabo de ignição junto à troca das velas de ignição.

A importância de utilizar uma peça de qualidade é fundamental para o bom desempenho e durabilidade do cabo de ignição. A Delphi Technologies possui cobertura de mais de 80% dos veículos circulantes hoje em todo o país. Além disso, atente normas ISO e SAE que garantem um ótimo desempenho e durabilidade.

Você sabia?

Os cabos de ignição da Delphi Technologies contam com a tecnologia de fio Níquel-Cromo e revestimento EPDM. O fio Níquel-Cromo é o responsável pela condução da energia elétrica, garantindo que o aproveitamento seja de 100%. Por outro lado, o revestimento EPDM proporciona ainda mais rigidez e maior resistência ao produto.

Explicação da tecnologia níquel-cromo nos cabos de ignição

Encontre nossos produtos clicando aqui.

Related Resources